19.5.07

Vamos falar de coisas boas, agora... Como o GC da Globo

Rede Rounded 2. Rasgando a reta, a nova fonte desenvolvida por mim, imitando um dos typefaces mais famosos do Brasil. Ou vai dizer que você nunca assistiu a novela das oito?... A das sete ou a das seis também valem. Para os mais antigos, tinha a das dez (muito embora eu cheguei a ver uma delas, Araponga, em 1991.)

Pois é, Brasil. Desde criança eu queria escrever como gente grande. Mas como gente grande MESMO, com Helvetica e Times New Roman. Mais ou menos como se faz desde os anos 90. Só que, proporcionalmente, muitos escreviam com Helvetica - o pessoal que tinha acesso à fotocomposição e Letrasets a granel, por exemplo. No Brasil, deviam ser milhares, espalhados no mínimo, em todas as capitais. Agora, pouquíssimos escreviam com um certo tipo de letra de terminações arredondadas. Uns três ou quatro, no Rio de Janeiro...

Negó seguin. Passei o último mês (não o tempo inteiro, claro, senão eu fico dôdo feito o Jajá do Zorra Total) vendo aberturas de novelas no maior site de vídeos da atualidade, dando Print Screen, colando a imagem no software de arte vetorial e tentando fazer igual, do lado, só que com precisão geométrica.
Acho que agora eu consegui, espero... porquê ainda assim, em algumas novelas aparecem caracteres ainda assim diferentes dos que fazem essas duas fontes aí !!! (A "Rede Rounded Alternate" reproduz alguns formatos de letra diferentes que eu vi em algumas aberturas, como Despedida de Solteiro.)
Não é fácil, o original tem resolução muito baixa - e eu não falo do YouTube nem das fitas VHS nas quais foram gravadas as imagens, mas no próprio GC mesmo. O mais difícil foi fazer as letras minúsculas - muito raras de aparecerem ao lado de maiúsculas nas aberturas, pra eu tentar entender qual era a proporção.

Uma dica proceis. Descobri que essa fonte era usada sempre em três tamanhos, apenas, mas quais? Pois é, resorvi medir no Photoshop, e cheguei a uma alegre conclusão, são números redondos com esta fonte. 25, 30 e 45 pontos, usando a resolução de vídeo 720x480.
Considerando o padrão das aberturas de novelas, as funções são em corpo 25 e os nomes em corpo 30 (existem exceções, mas basicamente foi assim durante mais de 15 anos.)
Sendo que, no tamanho 45, visto não muito frequentemente, não existem letras minúsculas (é o que parece, nunca as vi). As chamadas da Rede Globo em 1982 usavam essas letras, direto. Pena que nessa época eu não podia chegar perto da televisão, e na fita mais antiga que eu tenho gravada de televisão (1986), o GC nas chamadas só diz a data e o horário, nada mais, uma pena. Por isso que eu gostei tanto da TV Pirata, esse programa usou gerador de caracteres como nunca.
Baje la fuente ahora!! :: http://www.sendspace.com/file/fy8d3s

PS: Maurifran S.R.L. Souza é o nome do "diretor" no scroll que encerrava o quadro "Notícias Atrapalhadas", do programa dos Trapalhões. O crédito tinha uma porção de nomes sem pé nem cabeça que passavam em menos de 3 segundos, e o único "nome de gente" no meio era esse. O quadro, aparentemente de 1984, foi reprisado pela Rede Globo nos anos 90.

Rede Rounded por aí

Uma curiosidade. Descobri que um vídeo no YouTube não feito por mim usou a fonte Rede Rounded. É a reconstituição da abertura da novela O Amor é Nosso.
A abertura era um clipe do Fábio Júnior exibido um dia antes da estréia, no Fantástico.
Aí você vai me dizer, mas porquê "reconstiuição"? É que, segundo dizem, essa novela das sete feita em 1981 teria sido descartada dos arquivos da Rede Globo. Imagens da mesma nunca foram vistas em quase 25 anos de Vídeo Show, e ela nunca foi assistida em outro país - sequer Portugal, que vê tudo o que se passa aqui desde 1977. O clipe do Fantástico, então, foi tudo o que restou - claro que eles não vão ser doidos de jogar fora o Fantástico... ou vão, e aquela história dos quadros das crianças chorando com mensagens subliminares?... Bom, sei lá.
A fonte Rede Rounded Retro (uma priimeira tentativa desse work in progress) foi usada para fazer os créditos desse vídeo, que você confere aqui. Valeu!! E na próxima, já sabe: vai de Rede Rounded 2!

Um comentário:

Ari disse...

Igor,

Até 1980, a fonte dos caracteres (e da Letraset nos cartões ou slides) da Globo só "existia" em caixa alta. A partir de 1981, as minúsculas apareceram.